10.11.07

UMA NOITE DE NOVEMBRO


Mais uma noite de Novembro

Ouço o silêncio Que evoca o escuro
Bebo um copo d'água
E a cada gole Uma recordação Vestida de carnaval

Mais uma paisagem de Novembro

Ouça a música Que combina com chuva
Bebo o sereno
E a cada vapor Um companheiro vestido de luto

Mais uma Anna que sou
Ouço minha voz
Bebo doses de estrelas E me visto de nudez

Um comentário:

mario disse...

Tá, só não briga comigo moça pós-moderna.

rs!