13.6.07

INVISIBILIDADE INVISÍVEL

Meus olhos Possuem um campo periférico Alma de camada fina
Filtro imperceptível

O que julgo belo, imagético Ultrapassa a visão Para incorporar
A essência de minha lapidação

Atração!

Há o que foi fotografado Por minhas retinas: Rotina que passa Despercebida Está ali o tempo todo E sou cega

É ausência!

A crônica do olhar anunciado Foi retida na memória Das cenas sociais políticas É melhor enxergar menos

Meu enquadramento Em graus Me ensina A não piscar

* com a ilustração talentosamente inspiradora de mário jr.

Um comentário:

Je est un autre disse...

very nice draw!! :3