15.8.10

AZULZIM


Minha porção
Anjo Azul
Ajoelha
Em minha frente
Como oração
Que a um coração
Ateu
Purifica

Fora
Da janela
Um céu
De igual azul
Salta
Em minhas costas
Como manto
Que a um manco
Plebeu
Enobrece

2 comentários:

carmen silvia presotto disse...

Anna, um forte abraço, olha, entro aqui e leio todos os poemas blogados e percebo o quanto a Poesia em ti me fala, obrigada e vou voltar para reler, parabéns por esta genial produção.

Carinho,

Carmen Silvia Presotto
www.vidraguas.com.br

Luciana disse...

Godynha,muito obrigada pelo lindo poema ao nosso Rodrigo Digodigo,seu anjo azul.
Te amo maninha.