7.6.07

UM CARDUME


um caleidoscópio
de peixes
cardume
me navega

recortes fragmentados
de espelhos sem face
onde me vejo

caixas
para me esconder
dentro
do som de uma gaita noturna

e o brilho laminado
cor de rosa
da minha língua
umedece
o sal
que espanta
a solidão

Um comentário:

hugo rafael disse...

âmbar de menina anna deixa a gente mole...