1.4.07

MAESTRO!


Venho declarar meu amor a música brasileira! E que voz é essa que me encanta? Soa em uníssono? Talvez a mistura que dita a diversidade e riqueza que marcam nossa cultura musical seja resultado da pluralidade dos povos que correm em nossas veias. Brasil deveria se chamar Brasis! E o som que veio da floresta ganhou o rádio e a experimentação, invadiu os festivais, criou movimentos diferenciais, se utilizou de tecnologias... E explodiu nos meus ouvidos! Não saberia citar apenas uma voz que me delira, justamente por causa do ecletismo. Não falarei do meu amor por Bethânia ou a admiração por Chico Buarque (que encabeçariam uma lista infindável de pessoas e momentos que contribuem ao resultado da metamorfose que sou), gosto tanto de tanta gente que seria injusto não delatar a falácia daquilo que me agrada em ( )

* abro um parêntese para as vozes que fazem a minha cabeça.

A vida se encarrega de trazer quem me acompanhará em ritmos e acordes, quem abrirá minhas claves para os sóis das canções. E assim, onde houver um radinho à pilha nos confins do nosso país, haverá um ouvido atento no som que melhora nossa qualidade de vida. Música é movimento pois As pessoas não estão iguais, não foram terminadas, estão sempre mudando, afinam e desafinam...

E no baú das cifras é certo que eu encontre uma voz que desagrade, ela será aquela que não ouvirei, e aí entram fatores determinantes na minha acepção do "não gostar", por exemplo, a irritação devido as manifestações da personalidade. Me desagrada a voz atrelada a todo o resto que compõe quem fala, mas como a vida é curta, meu tempo é destinado a brindes com as vozes que somam a alegria mesmo que seja depressiva ou nostálgica, pois como aprendi com meu padrinho Vinícius de Moraes:

Para haver um samba com beleza é preciso um bocado de tristeza se não não se faz um samba não!

2 comentários:

R.Christina disse...

Com certeza...node houver um radinho de pilha..ainda que nos confins..kkk haverá alguém a se deleitar com as dissonâncias e com a riquesa musical que temos...afinal música eleva a alma..e as músicas brasileiras são mais que idolatria,são gritos de guerra de um poco que luta por dias melhores e nunca perde a esperança...!!! Engraçado...comecei a ler o seu blog..ouvindo Soul...kkkk e não é que combinou?? Agora já está em Marvin Gaye...sério..combinou muitíssimo com a foto da vitrolça que vc colocou!! Mil beijos,senhorita Lacerda.

Luciana disse...

E viva o coro de vozes que compõe a nossa metamorfose!
Viva a dissonância dos pensamentos!